sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Video de visita ao Castelo de Bode

Coloco aqui um vídeo do programa Ciência Viva, de uma visita feita no passado verão ao complexo hidroeléctrico do Castelo de Bode. Neste vídeo é possível ver imagens do interior da barragem, inacessível a muitos.

video

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Plano de Ordenamento da Albufeira de Castelo de Bode

Neste link encontram-se várias plantas sobre os usos possíveis de solo na albufeira de Castelo de Bode.

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Características da Barragem

A Barragem de Castelo de bode localiza-se no concelho de Tomar, freguesia de S. Pedro e pertence à bacia hidrográfica do rio Tejo mais especificamente no rio Zêzere.

Para um período de retorno de 1000 anos, a precipitação média anual na albufeira é de 1200mm, o caudal total médio anual é de 2352000 dam3, e o caudal de cheia é 4750m3/s.
A área inundada no nível pleno de armazenamento é de 3291ha, e a capacidade total de armazenamento de 1095000dam3.

A Barragem apresenta uma altura acima da base de fundação de 115 metros (base à cota 9,3m), com a cota do nível de pleno armazenamento a situar-se nos 121 metros, a cota do nível máximo de cheia nos 122 metros, e a cota de coroamento nos 124,3 metros.

A Barragem está localizada numa zona rochosa, e por isso foi utilizado o tipo de barragem de gravidade com curvatura, que apesar de introduzir elevados esforços nos maciços onde a barragem está fundada, utiliza menos material que outros tipos de barragens. O volume de betão utilizado foi de 430000m3, e o coroamento estende-se por um comprimento de 402 metros.

A Barragem possui um descarregador de cheias do tipo de orifício, com a sua soleira a estar à cota 105m. O desenvolvimento da soleira tem 28,08 metros, o caudal máximo é de 4000m3/s e a perda de carga é feita por trampolim.


A Barragem possui uma descarga de fundo, no seu interior, com 3 metros de diâmetro.
A central hidroeléctrica localiza-se no pé da barragem, sendo constituída por 3 grupos francis, com uma potencia instalada de 139MW.



quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Um pouco de História

A construção da Barragem de Castelo de Bode, teve início no ano de 1946, após ordem de Salazar de construir na bacia do rio Zêzere 3 barragens, Castelo de Bode, Bouçã e Cabril.


A construção da maior central hidroeléctrica do país ,da época, esteve sempre rodeada por uma grande euforia. Um dos momentos que muitos se recordam, foi o transporte dos grupos geradores da barragem, em 1950, por um camião encomendado especialmente para o efeito, com 8 eixos e 20 metros de comprimento. Os grupos geradores pesavam mais de 70 toneladas e tinham 9 metros de diâmetro.

No dia 21 de Janeiro de 1951, a barragem de Castelo de Bode foi inaugurada, com a presença de Oliveira Salazar, e o Presidente da República Marechal Carmona.
O nome de Castelo de Bode surgiu, pelo que dizem, quando alguns engenheiros que estavam a realizar o estudo da bacia, se chegaram a uma pedra que tinha um castelo e uma cabeça de um bode desenhada, e começaram a pedir opiniões sobre a denominação da barragem, tendo ficado o que a pedra sugeriu.
Após a inauguração a Central Tejo foi substituída pela Barragem de Castelo de Bode na produção de energia para a cidade de Lisboa, retirando assim uma central muito poluente, com o combustível utilizado a ser o carvão, do panorama nacional. O abastecimento de água à grande Lisboa só foi realizado posteriormente.










A construção da Barragem do Castelo de Bode, foi reconhecida na Europa como a obra do século em Portugal.




Fontes:
http://tomaracidade.blogspot.com/2009/01/comemorao-dos-58-anos-da-central.html

Jornal "Cidade de Tomar"